|||||||||||| XH MAR BETHLEHEM

AQUECEDOR DE FLUIDO TÉRMICO a biomassa

A XH MAR BETHLEHEM dispõem de serviços diferenciados tanto para as manutenções programadas, quanto para solucionar problemas em situações emergenciais de seus clientes, contando com peças sobressalentes e de reposição em estoque.

aquecedor de fluido térmico a biomassa

AQUECEDOR DE FLUIDO TÉRMICO A BIOMASSA

Na razão de um mercado competitivo, a XH MAR BETHLEHEM desenvolveu seus próprios aquecedores de fluido térmico para a indústria, apresentando uma ideia completa para aquecedores, no modelo para combustíveis sólidos.

Aquecedor de Fluido Térmico a Biomassa

|||||||||||| XH MAR BETHLEHEM

Aquecedor de Fluido Térmico A BIOMASSA

Na razão de um mercado competitivo, a XH MAR BETHLEHEM desenvolveu seus próprios aquecedores de fluido térmico para a indústria, apresentando uma ideia completa para aquecedores, no modelo para combustíveis sólidos.

CARACTERÍSTICAS TÉCNICAS

  • Capacidade: 500.000 kcal/h à 16.000.000 kcal/h.
  • Temperatura: Máxima de 400°C.
  • Diferencial de Temperatura: 20°C ou 40°C.
  • Norma: DIN 4754.
  • Óleos: Mineral ou Sintético.
  • Grelha: Drilled ou Piso Móvel.
  • Serpentina: Cilíndrica (Espirais) ou Modular (Radiadores).
aquecedor de fluido termico a biomassa

CARACTERÍSTICAS TÉCNICAS

  • Capacidade: 500.000 kcal/h à 16.000.000 kcal/h.
  • Temperatura: Máxima de 400°C.
  • Diferencial de Temperatura: 20°C ou 40°C.
  • Norma: DIN 4754.
  • Óleos: Mineral ou Sintético.
  • Grelha: Drilled ou Piso Móvel.
  • Serpentina: Cilíndrica (Espirais) ou Modular (Radiadores).
aquecedor de fluido termico a biomassa

CARACTERÍSTICAS TÉCNICAS

  • Capacidade: 500.000 kcal/h à 16.000.000 kcal/h.
  • Temperatura: Máxima de 400°C.
  • Diferencial de Temperatura: 20°C ou 40°C.
  • Norma: DIN 4754.
  • Óleos: Mineral ou Sintético.
  • Grelha: Drilled ou Piso Móvel.
  • Serpentina: Cilíndrica (Espirais) ou Modular (Radiadores).
aquecedor de fluido termico a biomassa
aquecedor de fluido termico a biomassa

VANTAGENS DO EQUIPAMENTO

  • Ausência de corrosão no equipamento e tubulações.
  • Ausência de tubulação de óleo térmico na fornalha ou câmara de combustão.
  • Contra fluxo em todo o percurso entre o óleo térmico e os gases da combustão, tendo a saída dos gases abaixo de 200°C na chaminé.
  • Extrema precisão na regulagem das temperaturas de controle.
  • Modelo de Grelhado Drilled, tecnologia desenvolvida pela XH MAR Bethlehem, permitindo uma combustão adequada e tendo um baixíssimo custo de manutenção das partes como hidráulicos e peças fundidas, por não terem partes mecânicas móveis.
  • Queima de combustíveis com alto teor de umidade.
  • Temperatura do óleo térmico homogênea em toda a serpentina.

VANTAGENS DO EQUIPAMENTO

  • Ausência de corrosão no equipamento e tubulações.
  • Ausência de tubulação de óleo térmico na fornalha ou câmara de combustão.
  • Contra fluxo em todo o percurso entre o óleo térmico e os gases da combustão, tendo a saída dos gases abaixo de 200°C na chaminé;
  • Extrema precisão na regulagem das temperaturas de controle.
  • Modelo de Grelhado Drilled, tecnologia desenvolvida pela XH MAR BETHLEHEM, permitindo uma combustão adequada e tendo um baixíssimo custo de manutenção das partes como hidráulicos e peças fundidas, por não terem partes mecânicas móveis.
  • Queima de combustíveis com alto teor de umidade.
  • Temperatura do óleo térmico homogênea em toda a serpentina.
aquecedor de fluido termico a biomassa

BAIXE AGORA O CATÁLOGO

Faça o download do nosso catálogo e confira todos os nossos equipamentos.

BAIXE AGORA O CATÁLOGO

Faça o download do nosso catálogo e confira todos os nossos equipamentos.

DETALHES CONSTRUTIVOS

  • Fabricado com paredes membranadas e radiadores modulares em seu interior, acoplado em uma fornalha seca composta de refratários, concreto e manta cerâmica e montada sobre um grelhado, modelo Drilled, desenvolvido com tecnologia XH MAR BETHLEHEM.
  • Modelo construtivo compacto e robusto que resulta em um aquecedor de óleo térmico eficiente acima da média encontrada no atual mercado.
  • Sem acúmulo de cinzas entre as serpentinas, evitando paradas indesejadas para limpeza.
  • Sem tubulações de óleo térmico na grelha e câmara de combustão, evitando a degradação prematura do óleo térmico.

DETALHES CONSTRUTIVOS

Fabricado com paredes membranadas e radiadores modulares em seu interior, acoplado em uma fornalha seca composta de refratários, concreto e manta cerâmica e montada sobre um grelhado, modelo Drilled, desenvolvido com tecnologia XH MAR BETHLEHEM.

Modelo construtivo compacto e robusto que resulta em um aquecedor de óleo térmico eficiente acima da média encontrada no atual mercado.

Sem acúmulo de cinzas entre as serpentinas, evitando paradas indesejadas para limpeza.

Sem tubulações de óleo térmico na grelha e câmara de combustão, evitando a degradação prematura do óleo térmico.

PRINCIPAIS APLICAÇÕES

Fornecimento de calor através do óleo térmico para processos industriais nos segmentos alimentício, 

celulose, compensados, madeireiro, químico, têxtil e diversos.

  • Alimentício: Em vasos de fervura, desintegração de gorduras, processamento de óleos comestíveis, destilação e fracionamento de ácidos.
  • Borrachas e Plásticos: No aquecimento de autoclaves, moldes, prensas e rolos. Celulose, Papel e Papelão: No aquecimento de cilindros de secagem, câmaras, rolos e calandras.
  • Compensados: Aquecimento de radiadores de prensas.
  • Madeireiro: Aquecimento de estufas e fornos.
  • Química e Petroquímica: No aquecimento de agitadores, autoclaves, reatores de resinas, secadores.
  • Têxtil: Em ramas, na fixação de corantes, plastificação de tecidos, secagem em geral e tratamento de fibras.
  • Tratamento Térmico e Superficial: Em banhos aquecidos, fosfatização e revestimentos de superfície.
  • Diversos: Em hospitais, lavanderias, usinas de asfalto e pavimentação, secagem de massa para sabão e lodo.

PRINCIPAIS APLICAÇÕES

Fornecimento de calor através do óleo térmico para processos industriais nos segmentos alimentício, celulose, compensados, madeireiro, químico, têxtil e diversos.

 

  • Alimentício: Em vasos de fervura, desintegração de gorduras, processamento de óleos comestíveis, destilação e fracionamento de ácidos.
  • Borrachas e Plásticos: No aquecimento de autoclaves, moldes, prensas e rolos. Celulose, Papel e Papelão: No aquecimento de cilindros de secagem, câmaras, rolos e calandras.
  • Compensados: Aquecimento de radiadores de prensas.
  • Madeireiro: Aquecimento de estufas e fornos.
  • Química e Petroquímica: No aquecimento de agitadores, autoclaves, reatores de resinas, secadores.
  • Têxtil: Em ramas, na fixação de corantes, plastificação de tecidos, secagem em geral e tratamento de fibras.
  • Tratamento Térmico e Superficial: Em banhos aquecidos, fosfatização e revestimentos de superfície.
  • Diversos: Em hospitais, lavanderias, usinas de asfalto e pavimentação, secagem de massa para sabão e lodo.
BAGAÇO DE CANA

BAMBU

BRIQUETE

CAPIM ELEFANTE

CARVÃO

CASCA DE ARROZ


BAGAÇO DE CANA

BAMBU

BRIQUETE

CAPIM ELEFANTE

CARVÃO

CASCA DE ARROZ

CASCA DE PINUS
CAVACO DE MADEIRA

LODO INDUSTRIAL

MARAVALHA

MOINHA DE CARVÃO

PELLETS

CASCA DE PINUS

CAVACO DE MADEIRA

LODO INDUSTRIAL

MARAVALHA

MOINHA DE CARVÃO

PELLETS

PALHA DE MILHO

PÓ DE CARVÃO

PÓ DE SERRA

RESÍDUOS AGRÍCOLAS

RESÍDUOS FLORESTAIS

SERRAGEM

EQUIPAMENTOS AUXILIARES DE UM AQUECEDOR
DE FLUIDO TÉRMICO

EQUIPAMENTOS AUXILIARES DE UM AQUECEDOR
DE FLUIDO TÉRMICO

  • Bombas de Circulação de Óleo Térmico.
  • Bomba de Engrenagem.
  • Bomba de Emergência (a combustão).
  • Dutos de Ar e Gases.
  • Exaustor de Tiragem.
  • Filtro Mangas.
  • Filtro Multiciclone.
  • Filtro Microciclones.
  • Instrumentos de Alarme, Controle e Monitoramento.
  • Passarelas e Plataformas.
  • Pré Aquecedor de Ar.
  • Selo térmico.
  • Silo Dosador de Biomassa.
  • Tanque de Expansão.
  • Tanque de Dreno.
  • Tanque de Resfriamento.
  • Tanque Selo Mecânico.
  • Resfriador de Amostra.
  • Sistema de Extração de Cinzas.
  • Tubulação de Interligação de Fluido Térmico.
  • Válvulas de Bloqueio e Controle.
  • Ventilador de Ar Primário.
  • Ventilador de Ar Secundário.
  • Bombas de Circulação de Óleo Térmico.
  • Bomba de Engrenagem.
  • Bomba de Emergência (A combustão).
  • Dutos de Ar e Gases.
  • Exaustor de Tiragem.
  • Filtro Mangas.
  • Filtro Multiciclone.
  • Filtro Microciclones.
  • Instrumentos de Alarme, Controle e Monitoramento.
  • Passarelas e Plataformas.
  • Pré Aquecedor de Ar.
  • Selo térmico.
  • Silo Dosador de Biomassa.
  • Tanque de Expansão.
  • Tanque de Dreno.
  • Tanque de Resfriamento.
  • Tanque Selo Mecânico.
  • Resfriador de Amostra.
  • Sistema de Extração de Cinzas.
  • Tubulação de Interligação de Fluido Térmico.
  • Válvulas de Bloqueio e Controle.
  • Ventilador de Ar Primário.
  • Ventilador de Ar Secundário.

CUIDADOS IMPORTANTES PARA
A VIDA ÚTIL DO SEU ÓLEO TÉRMICO

CUIDADOS IMPORTANTES PARA A VIDA ÚTIL DO SEU ÓLEO TÉRMICO

Apesar de estável e durável, devido as inúmeras variações de temperatura do óleo térmico durante o ciclo, ao longo desse período o mesmo pode sofrer degradação por oxidação e/ou craqueamento, o que pode levar a redução das taxas de transferência de calor, erosão dos rotores das bombas, entupimento de tubulações e vida útil do óleo térmico. Recomenda-se  a análise do óleo térmico a cada seis meses para verificação do ponto de fulgor, teor de asfaltenos, teor de ferro, viscosidade e demais.

Apesar de estável e durável, devido as inúmeras variações de temperatura do óleo térmico durante o ciclo, ao longo desse período o mesmo pode sofrer degradação por oxidação e/ou craqueamento, o que pode levar a redução das taxas de transferência de calor, erosão dos rotores das bombas, entupimento de tubulações e vida útil do óleo térmico. Recomenda-se  a análise do óleo térmico a cada seis meses para verificação do ponto de fulgor, teor de asfaltenos, teor de ferro, viscosidade e demais.

Oxidação: Esse fato surge principalmente quando existe contaminação por água ou por outro produto ou no fato de não haver uma atmosfera inerte no tanque de expansão (presença de oxigênio), tendo como consequência a formação de um “gel” no fluido térmico, aumentando a viscosidade do mesmo e não havendo redução do ponto de fulgor, podendo ser evitado com a inertização por meio de nitrogênio e pressurização do tanque de expansão.

Craqueamento: Este fato surge principalmente oriundo a um superaquecimento do sistema, gerando uma diminuição da viscosidade e baixando o ponto de fulgor, comprometendo a segurança do sistema. No craqueamento, acontece o aumento do índice de “asfaltenos” que são partículas sólidas que aderem às tubulações do sistema prejudicando a troca térmica e a vida útil do fluido térmico.

Oxidação: Esse fato surge principalmente quando existe contaminação por água ou por outro produto ou no fato de não haver uma atmosfera inerte no tanque de expansão (presença de oxigênio), tendo como consequência a formação de um “gel” no fluido térmico, aumentando a viscosidade do mesmo e não havendo redução do ponto de fulgor, podendo ser evitado com a inertização por meio de nitrogênio e pressurização do tanque de expansão.

Craqueamento: Este fato surge principalmente oriundo a um superaquecimento do sistema, gerando uma diminuição da viscosidade e baixando o ponto de fulgor, comprometendo a segurança do sistema. No craqueamento, acontece o aumento do índice de “asfaltenos” que são partículas sólidas que aderem às tubulações do sistema prejudicando a troca térmica e a vida útil do fluido térmico.

BAIXA TEMPERATURA DE 

SOLIDIFICAÇÃO.

BOA ESTABILIDADE 

TÉRMICA.

CONDUTIVIDADE TÉRMICA

ELEVADA.

PONTO DE FULGOR 

ELEVADO.

QUIMICAMENTE

INERTES.

VISCOSIDADE 

BAIXA.

ESQUEMÁTICO DOS SISTEMAS MAIS UTILIZADOS EM NOSSOS CLIENTES

Legenda: 1 – Aquecedor de Fluido Térmico;  2 – Consumidor de Calor (Prensa, Rama e outros);  3 – Bombas de Circulação;  4 – Tanque de Expansão;  5 – Tanque de Dreno ou Recebimento;  6 – Tubulação de Expansão;  7 – Tubulação de Descarga ou Transbordo;  8 – Conexão para atmosfera;  9 – Válvula de Segurança do Sistema de Óleo Térmico;  10 – Válvula de Segurança do Tanque de Expansão.

SISTEMA 1

Sistema de fluido térmico pressurizado com o tanque de expansão na pressão atmosférica (Sistema convencional).

SISTEMA 2

Sistema de fluido térmico pressurizado com o tanque de expansão isolado com gás inerte. (Sistema onde garante maior vida útil do óleo térmico).

ESQUEMÁTICO DOS SISTEMAS MAIS UTILIZADOS EM NOSSOS CLIENTES

Legenda: 1 – Aquecedor de Fluido Térmico;  2 – Consumidor de Calor (Prensa, Rama e outros);  3 – Bombas de Circulação;  4 – Tanque de Expansão;  5 – Tanque de Dreno ou Recebimento;  6 – Tubulação de Expansão;  7 – Tubulação de Descarga ou Transbordo;  8 – Conexão para atmosfera;  9 – Válvula de Segurança do Sistema de Óleo Térmico;  10 – Válvula de Segurança do Tanque de Expansão.

SISTEMA 1

Sistema de fluido térmico pressurizado com o tanque de expansão na pressão atmosférica (Sistema convencional).

SISTEMA 2

Sistema de fluido térmico pressurizado com o tanque de expansão isolado com gás inerte. (Sistema onde garante maior vida útil do óleo térmico).

ESQUEMÁTICO DOS SISTEMAS MAIS UTILIZADOS EM NOSSOS CLIENTES

Legenda: 1 – Aquecedor de Fluido Térmico;  2 – Consumidor de Calor (Prensa, Rama e outros);  3 – Bombas de Circulação;  4 – Tanque de Expansão;  5 – Tanque de Dreno ou Recebimento;  6 – Tubulação de Expansão;  7 – Tubulação de Descarga ou Transbordo;  8 – Conexão para atmosfera;  9 – Válvula de Segurança do Sistema de Óleo Térmico;  10 – Válvula de Segurança do Tanque de Expansão.

SISTEMA 1

Sistema de fluido térmico pressurizado com o tanque de expansão na pressão atmosférica (Sistema convencional).

SISTEMA 2

Sistema de fluido térmico pressurizado com o tanque de expansão isolado com gás inerte. (Sistema onde garante maior vida útil do óleo térmico).

CUIDADOS IMPORTANTES PARA SUA
SEGURANÇA E SEU AQUECEDOR DE ÓLEO TÉRMICO

  • Não abastecer o sistema com óleo térmico frio com a temperatura de operação acima de 90°C.
  • Não reaproveite óleo térmico com suspeita de contaminação por água.
  • Não efetua tarefas sem instruções de trabalho determinadas.
  • Não efetue manutenção em componentes com uma temperatura acima de 60°C.
  • Não faça pontes elétricas (jumping) em qualquer componente elétrico, instrumento de controle e segurança.

CUIDADOS IMPORTANTES PARA SUA
SEGURANÇA E SEU AQUECEDOR DE ÓLEO TÉRMICO

  • Não abastecer o sistema com óleo térmico frio com a temperatura de operação acima de 90°C.
  • Não reaproveite óleo térmico com suspeita de contaminação por água;
  • Não efetua tarefas sem instruções de trabalho determinadas.
  • Não efetue manutenção em componentes com uma temperatura acima de 60°C.
  • Não faça pontes elétricas (jumping) em qualquer componente elétrico, instrumento de controle e segurança.

CUIDADOS IMPORTANTES PARA SUA
SEGURANÇA E SEU AQUECEDOR DE ÓLEO TÉRMICO

  • Não abastecer o sistema com óleo térmico frio com a temperatura de operação acima de 90°C;
  • Não reaproveite óleo térmico com suspeita de contaminação por água;
  • Não efetua tarefas sem instruções de trabalho determinadas;
  • Não efetue manutenção em componentes com uma temperatura acima de 60°C;
  • Não faça pontes elétricas (jumping) em qualquer componente elétrico, instrumento de controle e segurança.

COMPONENTES STANDARD

  • Válvulas com fole: ARI-ARMATUREN
  • Inversores de Frequência: Danfoss
  • Bombas Centrífugas: Multisteel
  • Motores Elétricos: WEG 
  • Óleo Térmico: Mobil

COMPONENTES STANDARD

  • Válvulas com fole: ARI-ARMATUREN
  • Inversores de Frequência: Danfoss
  • Bombas Centrífugas: Multisteel
  • Motores Elétricos: WEG • Óleo Térmico: Mobil

SOLICITE UM ORÇAMENTO

Nossa equipe está pronta para lhe atender.

SOLICITE UM ORÇAMENTO

Nossa equipe está pronta para lhe atender.

ENDEREÇO

Rodovia SC 350 | N° 4851 | Centro |
CEP: 89170-000 | Laurentino/SC

CONTATO

+55 (47) 3546-1344

comercial@xhmarbethlehem.com.br

 
 

ATENDIMENTO

Segunda-feira á Sexta-feira

07:30h às 11:50h
13:00h às 17:30h

ENDEREÇO

Rodovia SC 350 | N° 4851 | Centro | CEP: 89170-000 | Laurentino/SC

CONTATO

+55 (47) 3546-1344

comercial@xhmarbethlehem.com.br

 
 

ATENDIMENTO

Segunda-feira a Sexta-feira

07:30h às 11:50h
13:00h às 17:30h